Glossário técnico

Ir para: A BC D E F GH I J K LM N O P QR S T U VW X Y Z


Range da temperatura de trabalho
É o range que, a uma temperatura ambiente de 20 °C, é atingido pelo termostato sem o uso de qualquer energia elétrica e sem o apoio de quaisquer mecanismos ou meios auxiliares. Nos termostatos de aquecimento o range da temperatura de trabalho começa acima da temperatura ambiente (devido a transferência térmica pelo motor da bomba e ao isolamento) e termina no valor limite da temperatura de serviço.
Nos termostatos de aquecimento/resfriamento o range da temperatura de trabalho começa no limite inferior da temperatura de serviço e termina na temperatura que é admissível para o funcionamento permanente de uma máquina de refrigeração.
Nos termostatos de resfriamento o range da temperatura de trabalho começa no limite inferior da temperatura de serviço e termina na temperatura ambiente.

Range da temperatura de trabalho, expandido
É o range de temperatura expandido para baixo. Esta expansão é atingida através do funcionamento de uma serpentina de resfriamento (com água de resfriamento) definida pelo fabricante.

Abertura do banho
É a superfície útil que está disponível para a termorregulação direta. Por norma em toda a profundidade útil.

Termostato de banho
É um termostato equipado com uma bomba de circulação (bomba de pressão) e com um recipiente de banho, o qual recolhe o objeto da termorregulação. A bomba de circulação se destina preferencialmente à mistura do líquido do banho, mas também pode transportar o líquido por um circuito externo fechado, por exemplo, em caso de conexão de refrigeradores contínuos para o resfriamento de termostatos de aquecimento.

Termostato de banho/circulação
É um termostato com uma suficiente abertura do banho, para a recolha de objetos para uma termorregulação direta no banho e uma bomba de circulação (bomba de pressão e de sucção para termostatos Compatible Control) para circuitos externos fechados (bomba de pressão) ou abertos (bomba de sucção).

Volume do banho (também volume de enchimento)
É o volume do termofluido que é necessário para o funcionamento correto dos termostatos, mas sem o volume do termofluido em circuitos externos. Se forem indicados dois valores, o valor mais baixo assinala o volume mínimo necessário com elemento de deslocamento e o valor mais alto especifica o volume máximo admissível. A diferença é o chamado volume de dilatação. Especialmente nas aplicações fechadas, a dimensão do tanque de expansão é de extrema importância, visto que o termostato de circulação tem que absorver adicionalmente a dilatação do líquido situado no circuito externo. Quanto mais pequena for a superfície do tanque de expansão, menor é a superfície de ataque para o processo de oxidação e de absorção da umidade.

Range da temperatura de serviço
É o range de temperatura que é limitado pela temperatura de serviço máxima e mínima permitida.

Bomba de pressão
É responsável pela circulação do termofluido em um circuito externo fechado e pela mistura no banho.

Bomba de pressão e de sucção
Esta bomba está equipada com um regime de pressão e de sucção, que é acionado pelo mesmo motor. O termofluido é transportado pelo regime de pressão, desde o termostato até ao circuito. O regime de sucção aspira o líquido de volta para o termostato. Uma bomba de pressão e de sucção pode ser utilizada como uma bomba de pressão para um circuito fechado. Em comparação com uma simples bomba de pressão, esta tem a vantagem que a pressão no circuito externo desce de valores positivos (pressão) para valores negativos (sucção) e que seu consumo é de quase zero. Desta forma, é possível termorregular também recipientes de vidro sensíveis à pressão. Adicionalmente, com uma bomba de pressão e de sucção também pode ser conectado um circuito externo aberto (um recipiente de banho). Isto não é possível com uma simples bomba de pressão, porque esta somente transporta o líquido para o banho. Para transportar o líquido de volta para o termostato é necessário um regime de sucção. Contudo, para assegurar um nível constante no recipiente de banho, é adicionalmente necessário um dispositivo de estabilização do nível. Este assegura que a potência dos dois regimes da bomba seja regulada para o mesmo caudal. Apenas com este dispositivo é possível assegurar um nível constante do líquido.

Refrigerador de fluxo (DC®)
é um refrigerador "sem controle", sem bomba de circulação, que é conectado no circuito externo e que expande o termostato de aquecimento para um termostato de aquecimento/resfriamento. Este substitui o resfriamento a água e permite alcançar temperaturas mais baixas.

Termostato transparente
É um termostato de banho transparente para a observação direta do objeto de termorregulação (modelos 106A até 118A).

E-grade®
significa "Electronic Upgrade" (atualização eletrônica). Com E-grade é possível aumentar as funções do Pilot ONE. Através do painel de comando é inserido um código de ativação específico do aparelho. Esta ativação pode ser efetuada de fábrica. Se este código for adquirido em uma fase posterior, o operador recebe o código de ativação por e-mail.

Temperatura característica
É a temperatura de serviço de um termostato de aquecimento, a qual é atingida com o aquecimento desligado em estado estacionário. Esta varia consoante a potência do motor da bomba ajustada, do líquido de banho utilizado (viscosidade, densidade) e do isolamento do termostato, por exemplo, com ou sem tampa do banho.

Termostato de imersão (CC®-E, KISS® E)
É um termostato que é combinado com um recipiente de banho, que forma uma unidade independente. Os termostatos de imersão são equipados com uma rosca de fixação, que permite a fixação em quaisquer recipientes e podem ainda ser fixados de forma permanente com uma ponte de banho ou em um tripé.

Refrigerador de imersão (TC®)
é um aparelho de refrigeração com mangueira flexível e uma espiral de resfriamento (evaporador) para a imersão em quaisquer tipos de banhos.

Pressão de distribuição ou de débito
É a sobrepressão da bomba de circulação de um termostato diretamente na tubuladura de pressão, medida com água. Se nas tabelas for somente indicado um valor, este é a pressão de distribuição máxima com caudal de débito zero. Nos esquemas e diagramas a pressão de distribuição é sempre indicada em combinação com o caudal de débito.

Sucção de distribuição
É a aspiração da bomba de circulação (bomba de pressão/sucção ou bomba Duplex) diretamente na tubuladura de sucção, medida com água. Se na tabela for somente indicado um valor, este é o valor da sucção máxima, com caudal de débito zero. Nos esquemas e diagramas a sucção de distribuição é sempre indicada em combinação com o caudal de débito.

Caudal de débito
É o volume de líquido transportado pela bomba de circulação, por unidade de tempo, medido com água. Se na tabela for indicado somente um valor, este é o caudal de débito máximo, com uma contrapressão igual a zero. Nos esquemas e diagramas o caudal de débito é sempre indicado em combinação com a pressão de distribuição (contrapressão).

Capacidade de aquecimento
É a máxima potência elétrica do corpo de aquecimento instalado. A capacidade de aquecimento é regulada continuamente e reduzida assim que se aproximar do valor nominal ajustado.

Termostatos industriais (UC®x-Hx)
São circuladores de refrigeração (Unichiller) com aquecimento montado de fábrica. Elevados valores de resfriamento, aquecimento, de bombagem e pequenos volumes líquidos permitem rápidas velocidades de resfriamento e de aquecimento. Estes são ideais para o controle de temperatura de processos técnicos em um range de temperatura mais reduzido (-20 até 120 °C).

Adaptação da capacidade de resfriamento, automática
É um processo para a poupança da energia. O comando com microprocessadores detecta se, com base na temperatura de serviço, é possível reduzir a capacidade de resfriamento necessária. A adaptação é contínua e permite reduzir o consumo de energia (até 90 %), poupar o compressor, reduzir a transferência térmica para o ambiente e aumentar a estabilidade da temperatura.

Agente refrigerante
Este se situa no circuito do aparelho de refrigeração e refrigera o termofluido, através da expansão e evaporação do gás comprimido no evaporador. A Huber utiliza desde 1992 exclusivamente agentes refrigerantes sem CFC e desde 1994 também utiliza agentes refrigerantes sem HCFC (p. ex. R22) cujo PDO (Potencial de Destruição da Camada de Ozônio) é zero e minimiza ainda o PAG (Potencial de Aquecimento Global).

Termostato de resfriamento
É um termostato cujo range da temperatura de trabalho, por norma, é inferior à temperatura ambiente e que refrigera o termofluido. Os termostatos de resfriamento Huber são termostatos de resfriamento/aquecimento, visto que seu range da temperatura de trabalho se situa acima e abaixo da temperatura ambiente e que podem aquecer ou refrigerar o termofluido.

Termostato de resfriamento/aquecimento
É um termostato cujo range da temperatura de trabalho se situa acima e abaixo da temperatura ambiente e que refrigera ou aquece o termofluido.

Termostato de calibragem (CAL)
É um termostato de banho com elevada estabilidade da temperatura e distribuição particularmente uniforme da temperatura no espaço.

Sistema automático de compressão
É um processo nos termostatos de resfriamento para a redução do consumo de energia. Com um sistema lógico de comando no microprocessador é decidido se a máquina de refrigeração é necessária ou se pode ser desligada.

Capacidade de resfriamento líquida
É a potência que está efetivamente disponível nos termostatos de resfriamento ou no refrigerador de circulação. O calor de fricção produzido pela bomba de circulação, assim como a entrada de calor (devido ao isolamento não perfeito) já foram descontados. Os dados sobre a capacidade de resfriamento correspondem à capacidade de resfriamento líquida.

Normas
As prescrições de segurança para aparelhos elétricos de laboratório, especialmente para termostatos, estão definidas na norma EN 61010-1 e EN 61010-2-010. Os termos e a determinação dos dados característicos estão definidos na norma DIN 12876-1 e DIN 12876-2. A norma DIN 12879 foi substituída pelas supracitadas.

Profundidade útil
É a profundidade disponível no termostato de banho para termorregulações diretas.

Controle do processo
É o controle de temperatura de uma aplicação conectada (p. ex. reator). Um sensor de temperatura que se encontra na aplicação conectada (Pt100, técnica de 4 condutores, conector plugue Lemosa) é conectado com o termostato. A temperatura externa real é captada, a temperatura de serviço do termostato é continuamente calculada e ajustada. Consoante a temperatura de serviço, perdas de isolamento e exotermia, a temperatura de operação (temperatura de entrada) no consumidor se pode situar substancialmente acima ou abaixo do setpoint da aplicação. Neste contexto, é fundamental consultar os limites relevantes para a segurança do termofluido.

Interface, analógica
Se destina à entrada do valor nominal da temperatura ou para a transmissão do valor real da temperatura analogicamente como sinal de corrente (0/4-20 mA ou 0-10 V).

Interface, digital
Se destina à troca digital de dados, entre os aparelhos conectados através do cabo de dados. São principalmente transmitidos o valor nominal e real da temperatura. A interface RS232 trabalha de série e estabelece uma ligação de ponto-a-ponto. Isto significa que simultaneamente somente dois participantes, por exemplo, termostato e PC, podem comunicar através da interface. A interface RS485 é uma interface com endereço, na qual podem ser conectados até 32 participantes. Cada participante deste sistema de barramento tem seu endereço próprio.

Classe de segurança
Nos termostatos podem ser utilizados termofluidos inflamáveis ou não inflamáveis. Os respectivos requisitos técnicos de segurança são definidos na norma DIN 12876. É distinguido entre as classes NFL (Non-flammable) com integrada proteção contra sobreaquecimento (exclusivamente para líquidos não inflamáveis) e FL (Flammable) com proteção contra superaquecimento e proteção de nível baixo para líquidos inflamáveis (todos os termostatos Huber).

Homogeneidade da temperatura
É a diferença de temperatura entre a temperatura mais baixa e mais alta no recipiente de banho. Em comparação com a estabilidade da temperatura não é somente determinada a distribuição térmica no tempo, mas também no espaço do recipiente de banho. A homogeneidade da temperatura depende de vários fatores e é influenciada, por exemplo, pelo tipo e viscosidade do termofluido, da intensidade da circulação ou por objetos integrados no recipiente de banho.

Estabilidade da temperatura
É a diferença de temperatura entre a temperatura mais alta e mais baixa, dividida por dois. Este valor é determinado em um ponto de medição (p. ex. no ponto central geométrico de um recipiente de banho ou na saída da bomba), dentro de um período definido (p. ex. 30 min). Segundo DIN 12876 a indicação é efetuada aos 70°C (com água) para um termostato de aquecimento e em -10°C (com etanol) para um termostato de resfriamento.

True Adaptive Control
TAC analisa o trajeto de controle e produz um modelo multidimensional da unidade de termorregulação. O controle de temperatura é fornecido continuamente com os melhores parâmetros de controle e também se adapta na perfeição durante fortes oscilações das condições da instalação.

Range da temperatura ambiente
É o range de temperatura admissível em que o aparelho funciona corretamente. Este é de 5 - 40 °C para todos os aparelhos Huber apresentados no catálogo. As capacidades de resfriamento especificadas são sempre tendo como base uma temperatura ambiente de 20 °C.

Circuladores de refrigeração (UC®)
são termostatos de resfriamento especiais que estão exclusivamente estruturados como termostatos de circulação. Tendo como base o formato de construção (mesa, torre), capacidade de resfriamento e de bombagem, os circuladores de refrigeração se transformaram em aparelhos independentes. Estes são frequentemente utilizados como substituição para a refrigeração com água da torneira. Por norma, estes não estão equipados com um banho de livre acesso (exceção: Minichiller).

Termostato de circulação (Unistat®)
É um termostato no qual o termofluido é transportado através de um circuito externo aberto ou fechado. Os Unistats têm uma superfície ativa e termicamente desacoplada (tanque de expansão), pelo que a temperatura de superfície não corresponde à temperatura de serviço. Estes não têm banho.

Variable Pressure Control VPC
Comando da pressão através de uma bomba com controle de velocidade, com partida suave controlada eletronicamente ou em modelos Unistat de maior dimensão com bypass de controle contínuo (opção). A pressão é captada por um sensor de pressão interno.
Opcionalmente pode ser montado um sensor de pressão externo diretamente no objeto de termorregulação. VPC assegura que o fluxo seja mantido no valor máximo, dentro dos valores limite de pressão.

Termostato de aquecimento
é um termostato cujo range da temperatura de trabalho se situa principalmente acima da temperatura ambiente e que preferencialmente fornece calor para o termofluido.
 



    Venda & Consultoria
    Catálogos & Brochuras
    Atualidades & Novidades
    Estudos de caso
    Registro da garantia 3-2-2
    Boletim informativo
    Pedido de orçamento
    Comércio especializado
    Centro de download
 
Peter Huber Kältemaschinenbau Home  |  Contato  |  Termos e condições  |  Aviso legal  |  Mapa do site  Mobile Website